Curso de Psicologia sela parceria com a Casa da Mulher Brasileira

A coordenIMG_20160830_111549205adora do curso de Psicologia do UniBrasil Centro Universitário, professora Graciela Sanjutá Soares Faria, e o professor responsável pelo Serviço Escola de Psicologia (SEP) da Clínica Integrada de Saúde, Cristian Valeski Guilherme de Alencar, se reuniram-se na última terça-feira (30) com a secretária da Secretaria Municipal da Mulher, Roseli Isidoro, a assessora técnica, Marisa Mendes de Sousa, e a responsável pela Casa da Mulher Brasileira, Marili Hruschka. O encontro teve como objetivo estreitar os laços do Unibrasil com a Casa da Mulher, bem como estabelecer possibilidades de parceria para o curso de Psicologia, que podem ser ampliados para outros cursos interessados.

A Casa da Mulher Brasileira busca oferecer um atendimento humanizado e integrado para mulheres em situação de violência. Na sua sede são disponibilizados os serviços de triagem e acolhimento, apoio psicossocial, promoção da autonomia econômica, juizado da violência doméstica e familiar contra a mulher, ministério público, defensoria pública, alojamento de passagem, central de transportes e brinquedoteca. Em breve, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) também estará presente no espaço.

Durante o encontro foi aberta a possibilidade de os estudantes do curso de Psicologia realizarem estágios na Casa da Mulher Brasileira e do Serviço Escola de Psicologia, ser uma referência de encaminhamento para o acompanhamento psicológico para a região da cidade a qual pertence.

A aproximação abre mais um campo de atuação para os estudantes em seu exercício de formação como psicólogos e apoia o planejamento pedagógico do curso em seu compromisso de formar psicólogos preparados para a atuação em saúde pública. Na mesma direção, pela primeira vez está sendo ofertada no curso de Psicologia, como incremento da nova grade, a disciplina de Gênero, Sexualidade e Políticas Públicas.

A intenção da coordenação e docentes é, por meio da realização dos acompanhamentos psicológicos de mulheres com vivências de violência, criar uma linha de pesquisa sobre a temática de modo a contribuir com o desenvolvimento e manejos técnicos mais efetivos na intervenção com a população em situação de risco.

Posted in ESCOLA DE SAÚDE, GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, PSICOLOGIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *