Instituição Corpo DocenteAlunos  
     

Você está em: Projeto Informática Cidadã
< voltar

Projeto Informática Cidadã

 

Resumo: O projeto Informática Cidadã tem como objetivo ofertar cursos de informática básica para a comunidade e ser um nicho de pesquisa, para professores e alunos das Faculdades Integradas do Brasil, sobre metodologias de ensino na área da computação. O projeto tem, também, como objetivo a Inclusão Digital.


1. Justificativa:

A Inclusão Digital é um conceito que engloba as novas tecnologias da informação e comunicação, a educação, a participação, possibilitando a construção de uma cidadania criativa e empreendedora. A Inclusão Digital é um meio para promover a melhoria da qualidade de vida, garantir maior liberdade social, gerar conhecimento e troca de informações.

Para que um cidadão possa se tornar uma pessoa crítica e empreendedora é preciso que ele tenha acesso não somente a educação, mas, também, as tecnologias da informação e comunicação (o computador, principalmente), pois estas permitem um acesso rápido e atualizado das informações. Além disso, essas tecnologias proporcionam ao cidadão acesso à educação, através de programas de educação à distância; permitem troca de informações, através da Internet; e a geração de conhecimento em comunidades virtuais. Mas, para que um cidadão possa realizar todas essas atividades, é necessário que o mesmo saiba interagir com a tecnologia mais popular e difundida nos dias atuais, o computador.

Por isso, muitos são os projetos de Inclusão Digital, a fim de construir uma sociedade mais homogenia em termos de educação e conhecimento digital. Por meio da alfabetização digital uma pessoa terá condições de selecionar informações na web, processar os dados, adquirir conhecimento e transmitir esses dados, fazendo uso disto para melhorar sua qualidade de vida.

Além disso, muitas são as vantagens dos Projetos de Inclusão Digital:

  • Redução do analfabetismo funcional e digital na sociedade;
  • Geração de novos conhecimentos;
  • Maior interação entre setores da sociedade;
  • Contribuir para uma melhor qualidade de vida, tornando a população economicamente ativa;
  • Estimular evolução do comércio eletrônico e os recursos que este disponibiliza;
  • Aquecimento da Economia;


2. Objetivos:

O projeto Informática Cidadã, proposto pelo curso de Licenciatura em Computação e Sistemas de Informação das Faculdades Integradas do Brasil, tem como objetivos:

Aos alunos do curso

  • Oferecer aos alunos interessados, a oportunidade de elaborarem e desenvolverem, sob supervisão, cursos de informática básica dirigidos à comunidade.
  • Oportunidade de analisarem, através da interação com a comunidade, quais as maiores dificuldades encontradas no aprendizado de conceitos básicos de computação. Desta forma, os alunos poderão, por meio de estudos, analisar e aplicar novas metodologias de ensino que potencializem o aprendizado do aprendiz, que são pessoas que nunca tiveram contato com o computador.
  • Envolvimento dos alunos em projetos de Responsabilidade Social e a oportunidade de vivenciar na prática uma rica experiência profissional.

A comunidade

  • Oferecer à comunidade um projeto de inclusão digital, por meio de cursos de informática de curta duração.
  • Contribuir para a diminuição da exclusão digital, que hoje é bastante expressiva em nossa sociedade.
  • Potencializar a oportunidade de emprego, das pessoas que participam do projeto, já que, em geral, um dos requisitos essenciais para uma vaga de emprego são conhecimentos de informática.


3. Histórico do Projeto:

Nas edições do Projeto Informática Cidadã realizadas no ano de 2004 foram envolvidos 4 (quatro) alunos, 1 (um) professor e em média 35 (trinta e cinco) pessoas da comunidade.

Nestas edições foi possível verificar que as metodologias de ensino convencionais, através do uso de apostilas, não contribuem efetivamente para o aprendizado de pessoas que nunca tiveram contato com o computador. É necessário relacionar as atividades realizadas no computador com o dia-a-dia do aprendiz, ou seja, cada comando a ser digitado precisa ser contextualizado para que o aprendiz compreenda o que a máquina está executando. Além disso, é preciso trabalhar a parte motora, isto é, manuseio do mouse e teclado, pois se esta dificuldade não for superada o aprendiz se sente desestimulado.

Isto mostra que os projetos de Inclusão Digital possuem um desafio ainda maior, oportunizar não somente o acesso à tecnologia, mas também a compreensão da mesma para que as pessoas possam explorar, ao máximo, as suas potencialidades e terem acesso à informação e aos meios de criação e produção.

Portanto, os Projetos de Inclusão Digital precisam trabalhar, também, o conceito de Letramento Digital para alcançar, verdadeiramente, os seus objetivos. Pois, o Letramento Digital não se restringe ao mero conhecimento técnico relacionado ao uso de teclado, interfaces gráficas e programas de computador. O Letramento Digital inclui a habilidade para construir sentidos, por meio do domínio das tecnologias de produção de texto, imagens e sons, aliada à capacidade de se comunicar através da Internet. No Letramento Digital o domínio da tecnologia, vista enquanto um conjunto de ferramentas de produção, passa por um conhecimento da sua lógica de funcionamento e da compreensão das possibilidades e limites que cada tipo de recurso oferece. Ao invés de aprender e decorar todas as operações técnicas de dois ou três programas, o usuário entende que deve buscar ou transformar os recursos disponíveis de acordo as suas demandas. Assim, o Letramento Digital conduz a uma desmistificação da tecnologia, e ao mesmo tempo em que coloca a possibilidade do pleno acesso à informação e aos meios de criação cultural, bem como de compartilhamento e produção de conhecimento.

Com o Projeto Informática Cidadã foi e é possível vivenciar várias experiências: a importância e a possibilidade de transformar acadêmicos em cidadãos responsáveis e comprometidos com a sociedade; a conscientização dos alunos do curso de Licenciatura em Computação sobre a importância de Projetos de Inclusão Digital; a oportunidade para os professores em formação analisarem práticas pedagógicas de ensino de informática; a contribuição para a socialização da tecnologia; a compreensão da verdadeira concepção de Inclusão Digital; a oportunidade, através da experiência, de propor uma nova concepção de projeto; e por fim aproximar a Faculdades Integradas do Brasil da comunidade, a fim de que a instituição cumpra o seu objetivo de ser uma instituição com responsabilidade social.

A partir do 1º semestre de 2007 os alunos do curso de Sistemas de Informação também iniciaram a sua participação neste projeto, contribuindo com seus conhecimentos e práticas para melhoria do projeto.

Aspetos quantitativos do projeto: Até o momento não foi feita uma verificação formal do impacto do projeto. Apenas conversas informais com a comunidade para verificar quais benefícios eles tiveram ao participar do Projeto Informática Cidadã. Porém, a todo semestre a procura, por parte da comunidade, só vem aumentando (2004/1: uma turma de 20 alunos, 2004/2: duas turmas de 20 alunos cada uma; 2005 e 2006: 2 turmas de 30 alunos cada uma; 2007/1: 3 turmas de 30 alunos cada, sendo uma turma da parceria com a Prefeitura de Curitiba) e com isso a necessidade de uma participação maior dos acadêmicos. Mas ao término de cada edição do projeto, os participantes respondem uma pesquisa, onde colocam o que poderia ser melhorado no projeto e quais as suas demandas em relação ao uso das tecnologias. Desta forma, no decorrer destes 4 anos, o projeto pode ser melhorado e efetivamente se tornado um projeto de Inclusão Digital.

No 2º semestre de 2007 o prefeito de Curitiba, Beto Richa, entregou um certificado de Reconhecimento Público ao Projeto Informática Cidadã devido à contribuição do projeto para a inclusão digital e social dos curitibanos.





Mapa do site
Rua Konrad Adenauer, 442 - Tarumã - 82821-020 - Curitiba - PR
Telefone: 55 (41) 3361 4200
2000-2014 UniBrasil - Faculdades Integradas do Brasil

Siga a UniBrasil:



 
UNIBRASIL EM SÍNTESE
cadastre-se para receber nossos informativos.