Jornada Acadêmica Docente continua com palestra e oficinas

Na noite da última terça (25) e ontem (26), a Jornada Acadêmica Docente do segundo semestre de 2017 deu continuidade às atividades. A programação do segundo e terceiro dia contou com a realização de palestra, diversas oficinas  e coffee break de confraternização entre os professores da Instituição.

Terça-feira

O evento iniciou com a fala da pró-reitora de graduação,  professora doutora Lilian Pereira Ferrari,  que após dar as boas vindas ao corpo docente e desejar um semestre de bom trabalho e muito sucesso na busca do aprendizado de nossos alunos, apresentou o tema central da  Jornada  e destacou sobre a contínua discussão e capacitação do trabalho docente para construir o aprendizado dos alunos e reforçar a missão institucional com o mérito acadêmico.

Na sequência,  a professora  apresentou a primeira palestra da noite,  ministrada pelo professor Adriano Coelho.  Pedagogo, mestre e doutor em educação e consultor da Hoper,  Adriano  iniciou sua exposição falando sobre “Avaliação do Aprendizado no Ensino Superior”, na ocasião trouxe aos docentes a posição da Empresa Hoper e do que muitas Instituições tem usado como metodologias de ensino. Destacou também dados relevantes de formação e avaliações externas e mostrou modelos de trabalho desde os mais tradicionais, focados em conteúdos/disciplinas, até os mais ousados modelos focados em projetos integradores e avaliação por competências. O convidado  falou  ainda sobre  as novas gerações de alunos do ensino superior; explicou sobre o uso das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem e abordou sobre os aspectos do processo de avaliação realizado pelos docentes.

De acordo  a professora Lilian, “o tema discutido é extremamente importante e deve ser constantemente debatido, sendo essencial sempre reforçar a visão e compromisso do UniBrasil alicerçados no ensino de qualidade, centrados no aprendizado dos alunos e no mérito acadêmico”.

Na sequência, os professores participaram de um coffe breake de confraternização.

Segundo momento

Na segunda parte, as professoras Adriana Christoff e Adriana Tozzi deram o relato de suas experiências com o uso de metodologias ativas no modelo TED.  A primeira falou de sua prática na disciplina de Farmacologia nos cursos da Escola de Saúde. Já a segunda contou sobre sua experiência na disciplina de Gestão da Qualidade com os alunos de Engenharia de Produção.

Segundo a professora Lilian, “a apresentação das professoras sobre a experiência que vivenciaram utilizando metodologias ativas neste primeiro semestre foi muito enriquecedora”. A PROGRAD vem trabalhando nas três últimas Jornadas a questão do uso de metodologias ativas em sala de aula, tornando o aluno mais participativo no processo de ensino/aprendizagem. Na Jornada de 2016/2 foram trabalhadas oficinas e palestras no formato TED apresentando algumas das metodologias tradicionalmente usadas. Na Jornada de 2017/1, além de oficinas sobre o tema, os professores puderam acompanhar o relato das experiências de professores de outras instituições como a UFPR no uso das metodologias ativas. E na atual Jornada as oficinas que agora não só relatam o tema, mas são ministradas utilizando metodologias ativas forma complementadas com o relato das experiências de professores que tem aceitado o desafio constante de atualizar sua metodologia de ensino”, explica. A professora também destaca  que as professoras mostraram que diferentes metodologias podem ser utilizadas tanto em turmas com grande número de alunos como em turmas bem pequenas, tornando o ensino mais dinâmico e o mais importante o aprendizado dos alunos mais sólido e intenso.

Quarta-feira

Na quarta-feira (26),  foram realizadas no período da manhã e noite, diversas oficinas com o  tema central: “Avaliação e Metodologias Ativas na Educação Superior”, as atividades tiveram como objetivo aprimorar novas técnicas e métodos de ensino para a elaboração do plano de aula.

Entre as oficinas que integraram a programação, a oficina: “Planos de Aula Criativos a partir de Metodologias Ativas” teve como propósito apresentar os conceitos fundamentais das metodologias ativas e suas principais formas de aplicação, bem como o sentido do ensino híbrido, além de compartilhar com os colegas cinco diferentes planos de aula. De acordo com a professora responsável pela oficina, Maria Paula Mansur Mänder, o professor também aprende fazendo na prática e apenas na teoria.

Na oficina de “Habilidades na Gestão de Conflitos no Ensino Superior” o objetivo foi a abordagem em habilidades sociais para minimizar conflitos e aprendizagem em metodologias ativas. O professor responsável, Cloves Antonio de Amissis Amorim mostrou diversos exemplos de conflitos que habituais de dentro da sala de aula.

O professor Alex Wolf apresentou a oficina de “Técnica Vocal”, a atividade teve como objetivo mostrar os mecanismos do trato vocal, buscando uma melhor utilização durante as atividades em sala de aula. Wolf abordou a anatomia e fisiologia vocal; o uso adequado do trato vocal; o aquecimento e desaquecimento vocal; os exercícios de projeção vocal e as atividades de revezamento da musculatura vocal.

Os docentes que participaram da oficina “Dicas para melhorar as aulas em PowerPoint (PPT) ”, aprimoraram as noções de design e outras dicas didáticas para potencializar o conteúdo ministrado em sala. Os professores levaram uma aula em PPT para retrabalhar e aprimorar o uso do drive no gmail.

Apresentação Cultural

No encerramento, os docentes acompanharam uma apresentação de capoeira do grupo Capoeira Brasil, de um egresso do curso de Educação Física.

Confira mais fotos da Jornada  abaixo:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Posted in GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE and tagged , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *