Jornada: mesa redonda e apresentação artística marcam segundo dia

Nimg_3877o último dia 31, terça-feira, o UniBrasil Centro Universitário deu continuidade às atividades da Jornada Acadêmica Docente do 1° semestre de 2017. A programação do segundo dia contou com a realização de uma mesa redonda com convidados externos sobre as experiências de ensino na educação superior, além de apresentação cultural e um coffee break de confraternização entre o corpo docente da Instituição.

img_3863Segundo a pró-reitora de graduação (Prograd), professora Doutora Lilian Ferrari, a Jornada Acadêmica deste ano foi planejada pela equipe da Prograd, levando em atenção as avaliações e os comentários dos professores participantes da edição anterior. “Desta forma foi pensado no tema proposto ‘Metodologias de Ensino na Educação Superior’ e na participação de convidados externos. Nossa intenção é fazer uma gestão cada vez mais participativa, ouvindo mais os coordenadores e o corpo docente”. De acordo com a professora, o foco do segundo dia foi promover ao corpo docente o conhecimento de experiências de colegas de outras instituições no uso de metodologias ativas no ensino superior, possibilitando aos professores a oportunidade de trocar conhecimentos e experiências, com o objetivo de gerar novas estratégias e projetos multidisciplinares para atingir cada vez mais uma melhoria na qualidade de aprendizado dos alunos.  

img_3936O pró-reitor de pós-graduação, pesquisa, extensão e assuntos comunitários (PROPPEx), professor Doutor Valter Fernandes da Cunha Filha, também esteve presente, durante a ocasião o professor desejou um excelente semestre aos docentes e repassou alguns avisos importante sobre a Jornada.

Mesa Redonda

img_3865Mediada pelo professor Eduardo Simm e Martin Fagonde, assessores da Prograd, a mesa contou com a presença de professores e profissionais externos, o encontro teve como objetivo compartilhar experiências e métodos no processo de ensino e aprendizagem.

Para o advogado e professor Vanderlei Taverna, um dos convidadosimg_3889-copia da mesa, o papel dos professores na pós- modernidade é ter espírito de liderança. “O grande desafio do professor é fazer com que a aula seja interessante e que assim o aluno goste de vir para a aula, esse é o nosso grande desafio”, afirma.

 

img_3895Em seguida, o professor Edson Tizzot, coordenador do curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), apresentou um panorama sobre as mudanças nos métodos de ensino em sala de aula e mostrou alternativas de novas metodologias ativas, como o caso do Team Based Learning – TBL (Aprendizagem baseada em equipes).

img_3922Já a professora Marta Rehme, vice-coordenadora do curso de Medicina da UFPR, abordou em sua fala sobre o choque de gerações entre professores e alunos. “A gente tem observado, que os nossos alunos que estão entrando a cada ano, da famosa geração y e z, ou seja, aqueles jovens ligados na internet e que estão o tempo todo conectados. Está havendo um ápice do choque de gerações”, observa Marta.

img_3902Por fim, o engenheiro, professor e vice-presidente da Associação Brasileira de Ensino em Engenharia (ABENGE), Marcos Tozzi, apresentou um estudo sobre o cenário atual de aplicação das metodologias ativas nos cursos de Engenharia no Brasil. Após as exposições, a plateia participou com dúvidas e perguntas via whatsapp.

Apresentação

Na sequência do programa, os docentes acompanharam a apresentação do grupo de ginástica artística do Clube Santa Mônica. Divididas em apresentações solos e em grupo, as integrantes performaram diversas músicas no palco do auditório.

Posted in NOTÍCIAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *