UniBrasil sedia Seminário de Gênero e Violência contra a Mulher

img_2129Hoje (29), o UniBrasil Centro Universitário recebeu o primeiro dia do “I Seminário Estadual de Gênero e Violência Contra a Mulher”, realizado no auditório Cordeiro Clève. O evento tem como intenção mobilizar movimentos sociais e a rede de proteção e atenção às mulheres vítimas da violência de gênero. O Seminário ocorre hoje e amanhã (30), das 9h às 17h30.

img_2098A mesa do evento foi composta por vários convidados, entre eles o superintendente de políticas de garantias de direitos da Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social (SEDS-PR), Leandro Reller, a coordenadora de políticas para mulheres da SEDS,  Doutora Tereza Ermelino dos Santos, a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher,  Dorys Margareth de Jesus, o Defensor Público Geral da Defensoria Pública do Estado do Paraná,  Doutor Sérgio Roberto Rodrigues Parigot de Souza, o secretário Estadual da Segurança Pública do Paraná, Doutor Wagner Mesquita de Oliveira, a diretora do Departamento de Promoção da Saúde da Secretaria do Estado da Saúde,  Maria Cristina Fernandes Ferreira, a representante da Sociedade Civil da Rede de Mulheres Negras,  Solange Aparecida Duarte e a pró-reitora de graduação (PROGRAD) do UniBrasil,  professora Doutora Lilian Pereira Ferrari.

img_2130Durante o evento, a delegada Tereza dos Santos contou um pouco da sua luta durante a trajetória que realizou na Polícia Civil e recebeu uma homenagem por ter sido a primeira delegada mulher e negra no estado do Paraná. Tereza contou que naquela época não era permitido mulheres na carreira de Policial, e que batalhou por seus direitos. “Enquanto nós todos, incluindo as mulheres, não soubermos educar os nossos filhos, a violência irá continuar”, comenta Tereza.

img_2134A chefe do escritório regional de Curitiba e ex-professora de Serviço Social do UniBrasil, Larissa Marsolik Tissot, comentou sobre a importância de trazer o evento para dentro de um ambiente acadêmico. “Nós estamos trabalhando com os alunos nos campos de estágio que o Governo do Estado abriu e ofertou aos alunos do UniBrasil. Além disso, tivemos alunos inseridos na residência técnica”, conta.


Coordenadora da Política da Mulher da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, Terezinha Beraldo Pereira Ramos, explica que o combate a violência de gênero deveria ser ensinado ou constar na grade curricular de todos os cursos, “os profissionais não devem apenas olhar, mas sim enxergar essas mulheres que sofrem e estão em situação de violência”.

Segundo a coordenadora estadual da Casa Mulher Brasileira, Sandra Prado, é de extrema importância trazer para os alunos assuntos como o abordado para a discussão e o debate.

O UniBrasil abriu diversas vezes a porta para a Secretaria da Família e o Governo do Estado para o desenvolvimento de atividades, possibilitando receber pessoas que trabalham com políticas públicas e representaimg_2135ntes dos municípios. Muito além do empréstimo de suas dependências, o momento é uma oportunidade de construção conjunta na efetivação de políticas de garantias de direitos.

 

Posted in NOTÍCIAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *