Visita técnica à Fazenda Urbana visa trabalhar o conceito de segurança alimentar e nutricional

Acadêmicos do curso de Nutrição do 5º período conheceram as práticas de plantação e colheita de alimentos na Fazenda Urbana, espaço criado pela Prefeitura de Curitiba (PR)

Estudantes do curso de Nutrição do 5º período em visita técnica na Fazenda Urbana, de Curitiba (PR).

“Nossa intenção aqui [na Fazenda Urbana: Espaço de Tradição e Inovação] é a educação!”, afirma Tayana Fernandes Cecon, nutricionista da Fazenda Urbana, responsável por acompanhar a visita técnica dos acadêmicos do curso de Nutrição, do 5º período.

Na segunda-feira (20), os estudantes foram a campo colocar em prática os saberes apreendidos em sala de aula, na disciplina “Saúde Pública, Epidemiologia e Vigilância Nutricional”, sob a orientação da Professora Edilceia Ravazzani.

O espaço, criado pela Prefeitura de Curitiba, tem o intuito de “integrar a sociedade”, segundo explica o Agrônomo Gabriel Olle Dalmazo. É um local que conta com a contribuição de startups, como a “Compostroca” e “Irrigate” (Irrigação Inteligente para seu cultivo), onde ambas propõem ações que impactam positivamente a sociedade e o meio ambiente.  

Durante a visita técnica, os futuros nutricionistas se depararam com o funcionamento das hortas urbanas, pensadas para diferentes realidades da comunidade, no qual podem utilizar diferentes materiais que possuem dentro de casa, desde garrafas pets até tijolos e/ou madeiras, para organizar os canteiros.  

Canteiro de garrafa pet na Fazenda Urbana: Espaço de Tradição e Inovação.

Por ser um local educativo, as famílias que se dedicam às hortas comunitárias podem pedir orientação aos profissionais da Fazenda Urbana, para “agregar valor aos produtos e conseguir comercializar”, como enfatiza a nutricionista Tayana Fernandes Cecon.

Ela conta que o espaço oferta cursos para os produtores locais, tendo em vista auxiliar as vendas das mercadorias que são livres de agrotóxicos. Dentre as oficinas disponibilizadas, estão: boas práticas, como a rotulagem de produtos, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE); preparação de geleias; congelar os alimentos e conservá-los; dentre tantas outras.    

Na parte da ‘Cozinha Escola’, a nutricionista explica que o espaço é onde se destina todos os insumos produzidos na Fazenda Urbana, tendo como destino final instituições, como o Mesa Solidária (programa que oferece refeições gratuitas à população em risco social).

Para a professora Edilceia Ravazzani, a experiência foi frutífera: “A visita [técnica] foi fantástica. Trabalhamos o conceito de segurança alimentar e alimentação saudável [na prática], garantindo aos indivíduos o direito humano à alimentação adequada. E este é o papel do nutricionista dentro da saúde pública”, enfatiza Ravazzani.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado em COMUNIDADE, GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, NUTRIÇÃO.

UniBrasil Centro Universitário

Ver post porUniBrasil Centro Universitário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *