Academia UniBrasil e Grupo PET convidam para ouvir Laurentino Gomes

Em 24 de agosto, às 16 horas, o UniBrasil receberá Laurentino Gomes, jornalista e escritor, pós graduado pela USP, Universidades de Cambrige, e Vanderbilt, redator e editor de veículos como Estado De São Paulo e revista Veja, e membro da Academia Paranaense de Letras, para falar sobre Escravidão: Da corrida do ouro em Minas Gerais até a chegada da corte de D. João ao Brasil.

O evento contará com o apoio das Livrarias Curitiba, O Programa de Pós do UniBrasil, assim como dos Cursos de Direito, Pedagogia, Publicidade e Jornalismo.

A palestra ocorre em comemoração ao lançamento de um novo livro, o segundo volume da trilogia de Laurentino Gomes dedicada à história da escravidão no Brasil, que ainda terá um terceiro volume.

Escravidão – Da corrida do ouro em Minas Gerais até a chegada da corte de Dom João ao Brasil concentra-se no século XVIII, auge do tráfico negreiro no Atlântico, motivado pela descoberta das minas de ouro e diamantes em território brasileiro e pela disseminação, em outras regiões da América, do cultivo de cana-de-açúcar, arroz, tabaco, algodão e outras lavouras e atividades de uso intensivo de mão-de-obra africana escravizada. É também um período marcado por importantes rupturas e transformações ocorridas no universo dos brancos, como a independência dos Estados Unidos, a Conjuração Mineira, a Revolução Francesa, a Revolução Industrial e o nascimento do abolicionismo na Inglaterra.

Seu livro anterior teve seu foco principal na África, pois para estudar a escravidão, é preciso sempre começar pela África. Agora o novo livro – e a palestra – tem como cenário o Brasil, que se tornaria no século XVIII o maior território escravista do hemisfério ocidental. No espaço de apenas cem anos, mais de dois milhões de homens e mulheres escravizados chegaram aos portos brasileiros. Todas as atividades do Brasil colonial dependiam do sangue e do sofrimento de negros cativos. Entre outros aspectos, descreve a violência e as formas de trabalho no cativeiro, a família escrava, as irmandades e práticas religiosas, o papel das mulheres, as fugas, revoltas e formação de quilombos e outras formas de resistência contra o regime escravista.

Durante o século XVIII, a busca por ouro e pedras preciosas, acompanhada pelo uso cada vez mais intenso de escravidão, fez com que o território brasileiro praticamente dobrasse de tamanho.

O evento terá mediação de:

 

Andrea Maria Carneiro Lobo

Licenciada e Bacharel em História. Doutora e Mestre em História pela UFPR. Especialização em Imagens, Linguagens e Ensino de História. Interesse em Teoria da História, Metodologia e História do Pensamento Ocidental. Tutora do PET (Programa de Educação Tutorial) e coordenadora de Grupo de Pesquisa sobre História, Direito e Loucura. Autora de livros didáticos nas áreas de História, Filosofia, Política e Arte.

 

 

Antonio Djalma Braga Junior

Filósofo e Historiador. Doutor e Mestre em Filosofia pela UFPR. Especialista em “Filosofia da Educação” e em “Estética e Filosofia da Arte” pela UFPR. Autor dos livros “Fundamentos da Ética”; “Introdução à Filosofia Antiga”, editora InterSaberes; e “Filosofia e Ética”, editora Universidade Positivo. Professor na Universidade Positivo e Criador de Conteúdo Digital (Instagram: @adjalma; Youtube: Canal do Djalma)

 

 

 

SOBRE O PALESTRANTE:

Paranaense de Maringá e sete vezes ganhador do Prêmio Jabuti de Literatura, Laurentino Gomes é autor dos livros 1808, sobre a fuga da corte portuguesa de dom João para o Rio de Janeiro (eleito Melhor Ensaio de 2008 pela Academia Brasileira de Letras); 1822, sobre a Independência do Brasil; e 1889, sobre a Proclamação da República, além de O caminho do peregrino, em coautoria com Osmar Luduvico da Silva – todos publicados pela Globo Livros. Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, com pós-graduação em Administração pela Universidade de São Paulo, é titular da cadeira de número dezoito da Academia Paranaense de Letras.

Excelente na escrita, é um ótimo palestrante, com leveza e profundo conhecimento dos assuntos que aborda, consegue ensinar História como poucos, aprofundando os conhecimentos sobre o Brasil.

 

Texto: Wanda Camargo

Postado em ESCOLA DE COMUNICAÇÃO, ESCOLA DE DIREITO, GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE.

UniBrasil Centro Universitário

Ver post porUniBrasil Centro Universitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *