Cientista digital Mauricio Garcia discute em 10 de setembro o mundo do trabalho pós COVID 19

Na noite de 10 de setembro, às 19 horas, o Projeto Academia UniBrasil recebe Maurício Garcia, cientista digital, que durante quase 40 anos de carreira profissional, atuou em diversos grupos educacionais públicos e privados em vários países. Atualmente, pesquisa tecnologias ligadas à inteligência artificial e análise de dados, auxiliando instituições, empresas e organizações a inovar e se transformar digitalmente, tanto no Brasil, quanto em outros países como Estados Unidos e México. É Mestre e Doutor pela Universidade de São Paulo e MBA pela Fundação Getúlio Vargas. Realizou projetos, cursos e estágios em instituições como a Universidade de Milão, a Escola Nacional de Alfort em Paris, a Universidade de Montreal no Canadá e a Universidade de Stanford nos Estados Unidos.

Ele falará sobre Como será o mercado de trabalho no mundo pós-Covid?

Os professores: Martin Morães, coordenador do curso de Sistemas de Informação e Engenharia de Software, e Melania Carnhelutti, coordenadora da Escola de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, serão os mediadores do evento.

Este é um tema de alta relevância, pois a incorporação intensiva de tecnologia no mundo do trabalho, no setor de serviços, indústria, ou comércio, tornou a realidade mais complexa, independente da redução do emprego.

A revolução nas relações de trabalho, que já vinha se intensificando de alguns anos para cá, com o aparecimento de novas ocupações, profissões sendo extintas e outras criadas, tem um ponto de inflexão na recente pandemia.

As mudanças no mundo do trabalho acontecem como resultado de forças muitas vezes imprevisíveis, porém mais do que nunca as inovações tecnológicas, organizacionais, a intensificação do e-commerce, os investimentos diretos no exterior, a intensificação da concorrência nos mercados internacionais e principalmente as alterações climáticas potencializam transformações importantes nos sistemas econômicos planetários, moldando o trabalho no futuro.

Globalização, empreendedorismo, novos nichos, advento de novas tecnologias, criarão oportunidades para diversas áreas, em especial o setor de serviços, com destaque para aqueles envolvendo cuidados com a saúde, comunicação e internet.

A atividade empreendedora, que já era alta no Brasil, envolvendo quase 13% da população economicamente ativa, em função da pandemia está permeada por riscos que precisam ser analisados, e mais do que nunca estar bem preparado é essencial.

O processo educativo é requisito essencial ao progresso econômico e ao mais amplo desenvolvimento do país como um todo, com foco nos seus recursos humanos; aproveitar a formação universitária para um ótimo planejamento educacional é, em última análise, atitude que reflete a aspiração por mudanças; buscar estratégias adequadas para alcançar as transformações que levem a alcançar objetivos de curto e longo prazo. Com certeza a live proposta contribuirá para isso.

Postado em GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, UniBrasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *