Claudia Turra Pimpão é uma das convidadas no Mulheres Paranaenses 2019

Em 21 de março de 2019, às 19 horas no Auditório Cordeiro Clève, como já se tornou uma tradição no Mês da Mulher, o UniBrasil Centro Universitário homenageará mulheres que, com seu trabalho, empenho e dedicação auxiliam na construção do Estado do Paraná, com a realização de mais um Projeto Mulheres Paranaenses.

Nesta data, em que serão contempladas trabalhadoras de destaque em variadas atividades: artistas, empresárias, professoras, políticas, ativistas, todas profissionais de sucesso e importantes para o Paraná e o Brasil, a meta é pontuar a importância de todas as mulheres através destas representantes, e mostrar suas práticas laborais, de cultura, lazer e solidariedade. Cada Escola faz uma indicação de homenageada externa à instituição dentro de sua área de conhecimento, pessoas de relevância em nossa comunidade, como forma de posicionar o UniBrasil quanto à questão de gênero e demonstrar atenção ao trabalho feminino em nossa sociedade.

A escolhida da área de Saúde é Claudia Turra Pimpão: médica veterinária com mestrado em Ciências Veterinárias e doutora em Processos Biotecnológicos em Saúde Animal. Ela é Coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em Curitiba, e professora titular de Farmacologia e Toxicologia Veterinária daquela universidade; professora do programa de Mestrado e Doutorado em Ciência Animal da PUCPR. Atua na gestão universitária há mais de 15 anos.

Claudia concilia vida profissional e pessoal, reconhecendo que o equilíbrio entre as duas atividades é extremamente importante, porém difícil de realizar. “Há mais de 8 anos tento não realizar trabalhos acadêmicos em casa, finais de semana preservados, porém não foi sempre assim, na maioria das vezes levava trabalho para casa. O importante é a família entender o que significa ter um cargo de gestão empresarial”.

Ela gosta de viajar e sempre que pode procura conhecer novos lugares e pessoas, e muitas de suas novas amizades vieram em função das viagens, e nestas oportunidades tem se esforçado para atualizar-se, são momentos fundamentais para isso; considera que o mercado de trabalho está mudando atualmente, porém tem certas áreas das profissões que são mais difíceis de terem mudanças radicais.

Em sua opinião, embora muitas profissões hoje existentes estejam fadadas ao desaparecimento, dando oportunidades para as novas tecnologias, na veterinária o mercado não é ruim, pois trabalha-se direto com a proteína animal, um dos nutrientes mais solicitados para uma alimentação saudável.

A medicina veterinária iniciou no Brasil no século XIX, e na verdade em função do Exército Brasileiro, que ministrava o curso aos seus jovens oficiais, e foi apenas em meados de 1970 que as universidades passaram a assumir totalmente esta função.

De início uma atividade praticamente desenvolvida apenas por homens, hoje alunas e professoras ocupam um bom espaço no mundo do trabalho também desta área. O futuro desta ciência parece estar relacionado a um crescimento expressivo da presença feminina nas escolas que ministram cursos de Saúde.

Como docente convive muito com os jovens que ainda estão procurando formação na sua área de atuação, e a estes, recomenda que procurem ter muita pró-atividade, criatividade e amor ao próximo. Professora apreciada pelos alunos e colegas, Claudia nos honra com sua presença relevante, que auxiliou e ainda auxilia a formação de muitos bons profissionais desta área tão importante para o desenvolvimento paranaense.

 

Texto: Wanda Camargo

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE e tagged , , , , , .

UniBrasil Centro Universitário

Ver post porUniBrasil Centro Universitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *