EAD, presencial ou semipresencial? Entenda as diferentes modalidades

Os profissionais que compreenderem as mudanças pelas quais o mundo está passando terão uma vantagem no mercado de trabalho que, por conta da pandemia, está se transformando. E adquirir novos conhecimentos, por meio de cursos de graduação, é uma boa forma de se preparar para essas oportunidades.

Os formatos à distância possibilitam a continuidade do aprendizado e do desenvolvimento voltados para a carreira. Para quem está pensando em iniciar um curso de graduação ou pós-graduação, há diversas modalidades disponíveis, cada uma com pontos fortes que precisam ser analisados. O aluno pode decidir qual o formato mais interessante para sua necessidade.

Há três tipos de modalidade de curso. O que os diferencia é a quantidade de encontros presenciais. Os cursos à distância oferecem a mesma qualidade do ensino em sala e estão crescendo muito nesse cenário em que as pessoas estão saindo pouco de casa. Para quem prefere a rotina dos encontros presenciais, também há cursos disponíveis.

EaD – estude onde e como quiser

Aqui, as aulas são gravadas pelos professores e disponibilizadas on-line. O estudante pode escolher os melhores dias e horários para acessar os conteúdos. Também podem acontecer aulas ao vivo previamente marcadas. Os cursos EAD são indicados para quem não tem disponibilidade de comparecer diariamente a uma instituição de ensino e precisa de flexibilidade para estudar no seu tempo. Os encontros presenciais até ocorrem, mas não são frequentes. São apenas um ou dois por mês, ou por semestre.

Outra vantagem da modalidade é a sua capacidade de permitir o acesso ao ensino superior por pessoas que moram em diferentes partes do país.

Semipresencial – on-line e offline

Conhecidos como cursos híbridos ou misturados, os cursos semipresenciais combinam características das aulas à distância com os encontros presenciais. O aluno pode escolher quais conteúdos irá acessar virtualmente e precisa cumprir ao menos 80% da carga horária em sala de aula. A interação com colegas e professores não está restrita somente aos encontros tradicionais, mas também no formato on-line, já que ocorrem transmissões ao vivo.

Presencial – a experiência da sala de aula

Aqui, o estudante aprende totalmente imerso na experiência que a sala de aula proporciona. Os encontros são diários e as atividades e avaliações são realizadas na instituição, ao lado de colegas e professores. O mínimo de frequência é de 70%.

Essa modalidade é ideal para quem deseja utilizar toda a estrutura da instituição. O acesso físico permite visita à biblioteca, utilização de laboratórios e atividades práticas.

Medidas de restrição nas aulas presenciais

A pandemia exigiu que as instituições de ensino suspendessem as aulas presenciais por tempo indeterminado. No Centro Universitário UniBrasil, as aulas estão acontecendo no formato online via Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), plataforma destinada exclusivamente para as aulas teóricas, que acontecem nos dias e horários com professores de cada disciplina.

Além disso, o governo federal declarou que as aulas podem permanecer em meios digitais até o final do ano. Na hora de escolher a sua modalidade, lembre-se que nos próximos meses todos os modelos de curso estarão funcionando nesse formato.

Cursos reconhecidos pela qualidade

Mas como saber se uma faculdade é confiável e os cursos, de qualidade?

Todas as instituições passam por processos de reconhecimento do MEC. Neles, são avaliados a matriz curricular dos cursos, o corpo docente e a estrutura da instituição para garantir que os alunos terão um aprendizado com diferencial. Caso do UniBrasil, recredenciado como Centro Universitário, com nota máxima 5. A mesma nota foi concedida para a modalidade EaD, demonstrando que a instituição é uma das mais preparadas do mercado para oferecer um ensino de excelência.

 

Texto: Informe Publicitário Tribuna Paraná

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *