“Jornada Acadêmica da Liberdade de Expressão”. O jornalismo investigativo no Brasil.

Há um grande perigo no horizonte, fala-se em calar a imprensa, em proibir opiniões que desagradam, em restaurar a censura. Mais do que nunca a imprensa independente, de todas as vertentes de opinião, é nossa garantia. Mais do que nunca o debate de ideias é essencial.

Por isso, o UniBrasil com apoio do IPRADE (Instituto Paranaense de Direito Eleitoral) e Centro Acadêmico de Direito do UniBrasil (CARB), realizará no próximo dia 18 de outubro, às 19 horas no Auditório Cordeiro Clève, um evento em formato diferente dos habituais, não teremos apenas uma palestra e sim palestra mais debate.

Esse evento terá duas partes:

>>Manhã (organização do CARB)

Horário: 9:30 h

Local: Auditório Rene Dotti

Mesa Redonda: “Liberdade de expressão: Jornalismo investigativo e seus precedentes no Brasil”.

Participantes:

  • Rodrigo Xavier Leonardo – Advogado atuante em casos de liberdade de expressão da imprensa e professor da graduação e PPGD em Direito da UFPR;
  • Felippe Aníbal – Jornalista;
  • Albari Rosa – Fotógrafo investigativo;

Mediadora: Amanda Perli Golombiewski – advogada especialista em liberdade de expressão a atuante na área.

>>Noite (organização dos professores do UniBrasil)

Horário: 19 h

Local: Auditório Rene Dotti

Debate: “Intercept: Jornalismo investigativo e independente no Brasil”.

Palestrante: jornalista Rafael Moro Martins, Editor Contribuinte Sênior do Intercept Brasil em Brasília. Antes, foi colaborador de veículos como revista Piauí, Valor Econômico, UOL, Agência Pública e Folha de S. Paulo. É integrante da Agência Livre.jor, que produz jornalismo independente a partir da Lei de Acesso à Informação.

Debatedor: Prof. Dr. Bruno Lorenzetto, Coordenador dos Cursos de Mestrado e Doutorado do UniBrasil Centro Universitário. Professor de Direito no UniBrasil e PUC PR. Visiting Scholar no Columbia Law School, Columbia University, New York.

 

O tema dos dois encontros é atual e polêmico, como convém a uma instituição de ensino superior que respeita a inteligência de sua comunidade acadêmica, e um dos focos será a “Operação Lava Jato”, que obteve resultados aplaudidos por grande parte da população e agora está sob suspeita de práticas ilegais nos procedimentos, a partir da divulgação de diálogos entre juiz e procuradores obtidos pela Intercept Brasil; no que já está sendo chamado “Vaza Jato”.

A motivação da jornada é a constatação de que o Brasil vive um tempo conflagrado, as opiniões e ideologias apaixonam e são discutidas com uma veemência que pareceria absurda em outras épocas. Por vezes chega-se a pensar que não há mais a menor possibilidade de consenso, soluções racionais, diálogos, debates.

Mas para quem viveu a paz dos cemitérios do tempo da censura, todo esse ruído parece música, música da liberdade de expressão, do direito de opinião concorde-se ou não com ela.

Chegaremos à maturidade, à racionalidade no convívio, mas ainda estamos atravessando a adolescência desta prática, uma fase conturbada, em que conversas sérias e racionais se mostram como o melhor caminho.

(Texto: Wanda Camargo)

   

 

 

Postado em GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, UniBrasil e tagged , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *