Mulher Paranaense 2020 – Betina Treiger Grupenmacher

O UniBrasil Centro Universitário tem vários compromissos firmes: com a qualidade de ensino, com a ética acadêmica e profissional, com a liberdade de pensamento e de expressão; e um desses compromissos manifesta-se de modo mais incisivo durante todos os meses de março, o respeito às questões de gênero e à igualdade de oportunidades para todas as pessoas.

É em março, o Mês da Mulher, que o UniBrasil salienta seu reconhecimento às mulheres que, com trabalho, talento, competência, dedicação, têm papel relevante e indispensável no estado do Paraná, em seus melhores valores e aspirações.

O Projeto Mulheres Paranaenses já é tradição, realiza-se há dez anos, sempre nesse sentido de homenagem e reconhecimento; em 2020 será no dia 12 de março, às 19 horas no Auditório Cordeiro Clève.

O tema do evento deste ano é “Mulheres e Cuidados com a Infância”, pertinente para os tempos atuais que têm sido marcados pelas mudanças das concepções acerca da família, da infância e dos cuidados necessários às crianças mais novas, em que novas políticas e programas são adotados, deslocando a mera função socializadora do ambiente doméstico para uma esfera social mais abrangente, e os serviços destinados à infância partem do pressuposto de que as crianças sejam reconhecidas como atores sociais de pleno direito, ainda que dependentes.

Hoje a condição feminina melhorou um pouco: mulheres votam e são votadas, são praticamente maioria em muitos cursos universitários, são empresárias, professoras, magistradas, intelectuais, artistas; embora ainda tenham na média salários inferiores ao de homens na mesma função profissional.

A Mulher Paranaense 2020 é Betina Grupenmacher. Advogada, Mestre em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Doutora em Direito Tributário pela Universidade Federal do Paraná. Pós-Doutora pela Universidade de Lisboa.

Betina é, também, Visiting Scholar pela Universidade de Miami, pós-graduada pela Universidade de Salamanca, na Espanha, assim como pela Universidade Austral, na Argentina. É Professora Associada dos cursos de graduação e pós-graduação (mestrado e doutorado) em Direito Tributário da Universidade Federal do Paraná, e autora consagrada das obras “Eficácia e aplicabilidade das limitações constitucionais ao poder de tributar”, “Tratados internacionais em matéria tributária e ordem interna”, Além de coordenadora das obras “Cooperativas e Tributação” e “Direito Tributário e o Novo Código Civil” e “Tributação: Democracia e Liberdade”. Coautora da obra: “Novos Horizontes da Tributação. Um diálogo Luso-Brasileiro”, publica frequentemente artigos acadêmicos em sua área de atuação.

Com referencia às matérias e conhecimentos mais importantes da graduação para quem exercerá a Advocacia Pública, Betina declara: “Naturalmente, todas as matérias são importantes para quem exercerá a carreira pública. Digo isso pois os advogados públicos atuam em vários setores da Administração Pública e a formação integral e multidisciplinar é fundamental para o amadurecimento e para uma visão ampla do Direito e da Justiça. No entanto, além das matérias propedêuticas (introdutórias), que são essenciais a todos os alunos que cursam a faculdade de Direito, as matérias afetas ao Direito público, como Teoria do Estado, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Financeiro, Direito Tributário, Direito Econômico, Direito Ambiental, Direito Penal, Direito Processual Penal e Direito Processual Civil – entre outras, adotadas especificamente em algumas universidades que as agregaram aos seus currículos –, são, de fato, mais importantes para a Advocacia Pública”.

 

Texto – Wanda Camargo

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, UniBrasil e tagged , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *