Mulheres Paranaenses 2021 – Margarita Sansone – Mulher Paranaense

O Projeto Mulheres Paranaenses, realizado há dez anos, acontecerá nesta décima primeira vez na forma online, na noite de 24 de março, às 19 horas, com transmissão pelo YouTube do UniBrasil.

O tema deste ano será “Pandemia e Resiliência”, homenageando as mulheres representativas de todas, homens também, que heroicamente cumpriram e tem cumprido seu dever para o bem de toda a sociedade.

Mais uma vez se comprova a importância dos municípios e de seus gestores no enfrentamento da crise, a unidade federativa básica é a que está mais perto dos cidadãos e de seus problemas cotidianos, como os que se apresentam agora, e poucas vezes estivemos tão próximos dos dirigentes de nossas cidades, em particular das mulheres que exercem cargos públicos, pois suas ações firmes nos trouxeram alento e coragem para enfrentar o difícil momento.

O UniBrasil reafirma, como em todos os meses de março, seu respeito às questões de gênero e à igualdade de oportunidades para todas as pessoas, manifestando o reconhecimento às mulheres que, com trabalho, talento, competência, dedicação, têm papel relevante e indispensável no estado do Paraná, em seus melhores valores e aspirações.

Compromisso com o ensino de qualidade, na melhor modalidade possível, firmeza na ética acadêmica e profissional e liberdade de pensamento e de expressão, nestes anos 2020 e 2021 que estão se caracterizando como tempos de “cancelamento”, para usar a má expressão em voga, pela pandemia COVID-19 e consequente necessidade de medidas de segurança, como distanciamento social, quarentena e outras igualmente dolorosas e indispensáveis, gerando mudanças antes impensáveis nas relações de trabalho, estudo, lazer, afetivas e de amizade, faz com que o UniBrasil não cancele atividades de ensino, pesquisa e extensão, ainda que tenha que adapta-las, temporariamente, à realidade atual.

Já quase nos acostumamos com as notícias terríveis de fechamento de estabelecimentos comerciais, alterações de horários e modalidades de encontros profissionais e familiares; tornaram-se comuns grupos de amigos e parentes em que as pessoas não se veem pessoalmente há quase um ano. A tecnologia supriu em parte este vácuo, principalmente com os encontros, aulas e palestras virtuais, as lives; e mesmo o reconhecimento do trabalho incansável de muitas mulheres pelo desenvolvimento do Paraná nas artes, na saúde, na educação e todos os outros setores não poderia deixar de ser feito.

A Mulher Paranaense 2021 é Margarita Sansone, Economista formada pela UFPR, estudou Arqueologia e História da Arte na Escola Dante Alighieri em Roma, é também jornalista e professora de Língua  e Literatura Francesa. Fundadora e presidente da FAS – Fundação de Ação Social de Curitiba, foi presidente da Fundação Cultural de Curitiba e Assessora da Casa Civil do Governo do Paraná e do MOM – Museu Oscar Niemeyer. Desde 2017, exerce a função de Consultora Estratégica voluntária da Prefeitura de  Curitiba.

Ela já foi homenageada na Câmara Municipal de Curitiba por ter sido responsável pela criação do Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC), da FAS-SOS e de outros programas da área de atendimento social.

Manteve durante anos um portal de notícias sobre política, economia e turismo; e até hoje é dedicada às causas humanitárias, especialmente as que defendem os direitos das mulheres e das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Como gestora da FAS, na década de 1990, realizou diversos programas, como Vale-Vovó, SOS-Idoso, FAS-SOS, Carrinheiro-Cidadão, Educadores de Rua, SOS Mulher, Vila de Ofícios, Pousada de Maria, Casa da Acolhida e do Regresso, Direito de Família, Tudo Limpo, FAS Trabalho, Liceus e Linhas de Ofícios, Linha Sopão, Farmácia Caseira, além de coordenar a relocação de famílias de áreas de risco e a organização das comunidades de baixa renda.

Como presidente do IPCC implantou as lojas Leve Curitiba, o Vale-Creche, a Linha da Cidadania, o Refeições Curitibanas, lançando o primeiro restaurante popular do Brasil. Com intensa atuação na área cultural, Margarita presidiu também a Fundação Cultural de Curitiba, quando fundou o Museu de Fotografia da Cidade de Curitiba, o segundo da América Latina, e promoveu mostras de arte, cinema e música.

Empatia e resiliência sempre foram características de Margarita Sansone, demonstradas em muitos anos de vida pública em atividades relevantes ou dando importante apoio ao seu marido Rafael Greca nas lides da política e da administração. No ano passado esta qualidade foi provada e aprovada, quando o casal manifestou sintomas da COVID-19, e passou pelo mesmo calvário de internação e tratamento hospitalar que milhares de pessoas no mundo todo enfrentam diariamente nesses tempos.

“Ambos completamente recuperados. #DeusSejaLouvado Agradecemos às valorosas equipes do SUS Curitibano e do renomado médico infectologista Doutor Clóvis Arns da Cunha o preciso tratamento reparador” postou Greca no Facebook quando receberam alta.

Superar um transe desses, e manter o ânimo, a solidariedade, e a compreensão de que todos estamos juntos, todos sofremos, é o que define as pessoas especiais. É o que marca nossa Mulher Paranaense 2021.

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, PESQUISA E EXTENSÃO EVENTOS, UniBrasil.

UniBrasil Centro Universitário

Ver post porUniBrasil Centro Universitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *