Mulheres Paranaenses 2021 – Priscilla Placha Sá (Sociais Aplicadas)

O Projeto Mulheres Paranaenses, realizado há dez anos, acontecerá nesta décima primeira vez na forma online, na noite de 24 de março, às 19 horas, com transmissão pelo YouTube do UniBrasil.

O tema deste ano será “Pandemia e Resiliência”, homenageando as mulheres representativas de todas, homens também, que heroicamente cumpriram e tem cumprido seu dever para o bem de toda a sociedade.

Mais uma vez se comprova a importância dos municípios e de seus gestores no enfrentamento da crise, a unidade federativa básica é a que está mais perto dos cidadãos e de seus problemas cotidianos, como os que se apresentam agora, e poucas vezes estivemos tão próximos dos dirigentes de nossas cidades, em particular das mulheres que exercem cargos públicos, pois suas ações firmes nos trouxeram alento e coragem para enfrentar o difícil momento.

O UniBrasil reafirma, como em todos os meses de março, seu respeito às questões de gênero e à igualdade de oportunidades para todas as pessoas, manifestando o reconhecimento às mulheres que, com trabalho, talento, competência, dedicação, têm papel relevante e indispensável no estado do Paraná, em seus melhores valores e aspirações.

Compromisso com o ensino de qualidade, na melhor modalidade possível, firmeza na ética acadêmica e profissional e liberdade de pensamento e de expressão, nestes anos 2020 e 2021 que estão se caracterizando como tempos de “cancelamento”, para usar a má expressão em voga, pela pandemia COVID-19 e consequente necessidade de medidas de segurança, como distanciamento social, quarentena e outras igualmente dolorosas e indispensáveis, gerando mudanças antes impensáveis nas relações de trabalho, estudo, lazer, afetivas e de amizade, faz com que o UniBrasil não cancele atividades de ensino, pesquisa e extensão, ainda que tenha que adapta-las, temporariamente, à realidade atual.

Já quase nos acostumamos com as notícias terríveis de fechamento de estabelecimentos comerciais, alterações de horários e modalidades de encontros profissionais e familiares; tornaram-se comuns grupos de amigos e parentes em que as pessoas não se veem pessoalmente há quase um ano. A tecnologia supriu em parte este vácuo, principalmente com os encontros, aulas e palestras virtuais, as lives; e mesmo o reconhecimento do trabalho incansável de muitas mulheres pelo desenvolvimento do Paraná nas artes, na saúde, na educação e todos os outros setores não poderia deixar de ser feito.

A indicada da área jurídica para receber homenagem é Priscilla Placha Sá. Doutora em Direito do Estado, é professora adjunta de Direito Penal da UFPR e da PUCPR (licenciada). Atualmente é professora do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito da UFPR, além de Desembargadora do TJPR. Ex-Coordenadora da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID) do TJPR. Desde 2020 compõe a 2ª Câmara Criminal do TJPR.

Priscilla foi advogada criminalista na cidade de Curitiba, atuando na área de Direito Penal, principalmente nos seguintes temas: Populismo do Direito Penal, Teoria do crime, Política Criminal, Criminologia e Feminismo. É especialista em Direito Processual Penal, Mestre em Direito Econômico e Social, e participou da Escola de Verão na Georg-August-Universität Göttingen – Göttingen – Alemanha em 2014.

Lecionou na Escola da Magistratura do Paraná, e foi membro do Centro de Estudos de Segurança Pública e Direitos Humanos da UFPR, da Mulher Advogada e da Advocacia Criminal da OAB/PR e do Núcleo de Estudos de Direito Internacional da PUCPR. Foi representante da OAB/PR no Conselho Estadual de Segurança Pública do Paraná, Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Co-Coordenadora do Observatório da UFPR pela implementação da Defensoria Pública do Paraná, Conselheira Suplente do Conselho Penitenciário do Estado do Paraná e Vice-chefe do departamento de Direito Penal e Processual Penal da UFPR. Também foi membro das Comissões da Criança e do Adolescente e Consultora da Comissão de Estudos de Violência de Gênero e Co- Coordenadora do Núcleo de Política Criminal e Criminologia da UFPR.

Foi Conselheira Estadual Titular da OAB/PR e Presidente da Comissão da Advocacia Criminal, da qual foi consultora. É membro do Grupo de Estudos Modernos Tendências do Sistema Criminal – FAE desde 2012, e Vice Coordenadora do Núcleo de Política Criminal e Criminologia da UFPR desde 2016. Também foi Presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas Profissionais entre 2016 e 2018, da qual atualmente é consultora.

Em recente entrevista, declarou: “o contato sempre horizontal com as minhas turmas e orientações é aquilo que sempre me diz o que é necessário aprender. Nunca tive a perspectiva de que o professor é aquele que detém o conhecimento fechado e integral”. Por isso, apesar da sobrecarga de atividades, ela que não pensa em abrir mão do magistério.

Sorte de todos os paranaenses!

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *