Mulheres Paranaenses homenageia personalidades femininas e seus trabalhos realizados em prol da infância e juventude.

São 10 anos de um dos principais eventos que compõem a agenda do estado em homenagem ao mês da mulher, comemorado em março. O resultado da 10ª edição do Projeto Mulheres Paranaenses, promovido anualmente pelo UniBrasil Centro Universitário, foi uma noite emocionante, abrilhantada pela valorização e reconhecimento dos trabalhos realizados por mulheres em prol da infância e juventude.

O evento aconteceu na noite de quinta-feira (12/03), no Auditório Cordeiro Clève, nas dependências da Instituição, e homenageou 7 mulheres da comunidade externa e 4 da interna, que se destacam nos mais diversos setores, como empresárias, professoras, ativistas; mulheres reconhecidas pelo trabalho, talento, competência e papel relevante e indispensável no estado do Paraná, em seus melhores valores e aspirações.

O tema deste ano foi “Mulheres e Cuidados com a Infância”, pertinente para os tempos atuais que têm sido marcados pelas mudanças das concepções acerca da família, da infância e dos cuidados necessários às crianças mais novas, em que novas políticas e programas são adotados, deslocando a mera função socializadora do ambiente doméstico para uma esfera social mais abrangente.

O evento teve início com uma apresentação musical do grupo Incantare, conduzido pelo professor Lydio Roberto Silva. A Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Família e Cultura de Campina Grande do Sul, Fabiana Zanetti, proferiu a saudação inicial, onde destacou o valor do trabalho feminino.

Na sequência da solenidade, foram entregues os troféus para as homenageadas. “Quando eu recebi a notícia dessa homenagem eu fiquei muito feliz, pois é uma grande iniciativa de valorização da mulher e do papel dela na sociedade. Por esse motivo, me sinto muito emocionada e gratificada por sentir que isso deu certo, que o trabalho sério e com amor é sempre reconhecido”, destacou Betina Grupenmacher, Mulher Paranaense 2020.

Para Rejane Ghilardi, homenageada da Comunidade Acadêmica, é uma honra ser lembrada e poder representar tantas outras mulheres. “Para nós, que trabalhamos diretamente com crianças e com ajuda à comunidade, é gratificante saber que o trabalho é reconhecido e que as pessoas veem o que está sendo feito. Todos os que atuam nessa área de ação social, merecem esse reconhecimento”, contou.

A professora e coordenadora do curso de Psicologia do UniBrasil, uma das homenageadas internas, engrandeceu o objetivo do evento e a importância de sua realização para a continuidade de trabalhos como esse. “Estou extremamente sensibilizada com essa possibilidade de representar tantas outras mulheres do UniBrasil, que se dedicam visceralmente para a proteção das crianças e adolescentes. Essa iniciativa do UniBrasil é um marco de grande reconhecimento e possibilidade de ascensão das mulheres desbravarem outros lugares. Parabenizo toda comissão organizadora”, concluiu.

O Projeto teve o apoio do Grupo Boticário, Livrarias Curitiba, Solar do Rosário e o Soroptimista Internacional Curitiba Glória.

 

Participações

Na cerimônia, estiveram presentes representantes da equipe diretiva do UniBrasil, como a professora Lilian Pereira Ferrari (Reitora), Marcia Coelho (Diretora Acadêmica de Ensino Presencial),  Liya Mikami (Diretora de Pós-graduação, Pesquisa, Extensão e Assuntos Comunitários), Silmara Marchioretto (Diretora Executiva), Wanda Camargo (idealizadora do evento e Assessora da Presidência), Ana Roseli Pedroso (Assistente Social),  Rubens Vieira (Diretor do VEZ – Instituto UniBrasil para o desenvolvimento da Ciência e Cultura), além de professores e coordenadores; as mulheres Soroptimistas de Curitiba; alunos e autoridades, entre eles, a Procuradora da República, Marcela Moraes Peixoto.

 

Homenageadas

As mulheres homenageadas deste ano foram: Mulher Paranaense 2020, Betina Grupenmacher; Comunidade Acadêmica, Rejane Ghilardi; Politécnica, Syonara Thomé; Educação, Zita Lago; Ciências Sociais Aplicadas, Lucélia Lecheta; Ciências da Saúde, Maria Celestina Grazziotin; e amiga UniBrasil, Adriane Cristina dos Santos.

O evento anual, também contou com a presença das homenageadas internas da casa que foram, professora Graciela Sanjutá Soares Faria, a funcionária Françoise Castilhos e as acadêmicas Lucimara Costa de Oliveira (aluna do curso de Pedagogia) e Rachel Ribeiro (aluna do curso de Psicologia).

 

Palestra

A palestra da noite foi proferida por uma das intelectuais e professoras mais respeitadas nesta área: Rosa Maria Marini Mariotto. Ela é Psicóloga, Psicanalista, Doutora em Psicologia Escolar e do desenvolvimento pela Universidade de São Paulo – USP, pesquisadora da FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Professora aposentada da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR. É autora consagrada: “Cuidar educar e prevenir: as funções da creche na subjetivação de bebês”, “Como a gente vira gente”, e coautora de diversos outros livros.

Em sua explanação, a palestrante deu ênfase ao tema “As crianças entre a mulher e a mãe”, onde refletiu a tríplice relação entre a maternidade, o feminino e a criança. “Normalmente quando se pensa nos cuidados indispensáveis com a criança, se pensa na mulher em sua posição de mãe. Mas é importante que essa maternidade não se sobreponha a algo do feminino. Isso é fundamental para a criança, ou seja, que a mulher possa também transmitir para a criança e para a infância o respeito e a cidadania em relação a essa posição”, disse Rosa Mariotto durante a palestra.

 

Concurso de Contos

Com o objetivo de estimular e valorizar a produção literária de jovens autoras, durante o evento Mulheres Paranaenses 2020, o UniBrasil divulgou e premiou as ganhadoras do VI Concurso de Contos Dirce Doroti Merlin Clève.

Os textos foram avaliados por uma comissão nomeada pelo UniBrasil, formada por professores especializados nas áreas de Letras ou renomados na área jornalística e literária. Os critérios avaliados foram a criatividade, originalidade, concisão, precisão, densidade, unidade de efeito, entre outras características deste estilo literário.

Ao todo, dez contos foram classificados, sendo premiados os três melhores contos. A idealizadora do concurso, Dirce Doroti Merlin Clève, soroptimista, educadora e escritora, graciosamente comentou sobre a importância da realização do evento. “É uma honra estar participando desse concurso tão prestigiado e que oferece possibilidades das mulheres mais jovens demonstrarem o seu talento, explorando esse lado da literatura. É muito importante ouvir a voz dessas meninas”, enfatizou a soroptimista.

Maritsa Kantikas foi a escritora classificada em 1º lugar no concurso com o conto intitulado Diáspora. “Essa não é a primeira vez que eu participo do concurso, mas quando fui avisada de que tinha conquistado o primeiro lugar, fiquei muito emocionada e não conseguia acreditar. Espero que mais mulheres participem e tenham a oportunidade de continuar se lançando nesse mercado”, comemorou.

As jovens escritoras classificadas foram:

RESULTADO – SEXTO CONCURSO DE CONTOS DIRCE DOROTI MERLIN CLÈVE

 

ClassificaçãoContoAutoraPseudônimo
1Diáspora

 

Maritsa KantikasLaetitia
2O vampiro sou eu

 

Allana Ajzental e CamargoMaria
3Relato de uma Astronauta

 

Iris Aparecida FrancoSylvia Plath
4Mentiras, maçãs e bonsaisNatasha Tinet (Natasha Fernanda dos Santos Silva Zanetti)

 

Vera Bugiarda
4Quando conheço, sinto que não pertenço e me perco

 

Clarissa Loyola CominElectra
5Divórcios

 

Joyce Finato PiresWaldosia
6Feliz dia dos pais

 

Karen Vaz Siqueira AlvaresTerê Alves
7Àqueles do mundo que estão acordados

 

Antonella Guimarães SatyroTonton
8SimpatiaAllana Ajzental e Camargo

 

Aretha
9HolofotesLuiza de Fátima Bogado de Carvalho

 

Luiza Carvalho
10Fernanda & EuAndressa Barichello

 

Eva

Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, Sem categoria, UniBrasil e tagged , , , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *