Mulheres Paranaenses – UniBrasil presta homenagem a mulheres com energia para colaborar no desenvolvimento paranaense

Em 21 de março de 2019, às 19 horas , no Auditório Cordeiro Clève, como já se tornou uma tradição no Mês da Mulher, o UniBrasil Centro Universitário homenageará mulheres que, com seu trabalho, empenho e dedicação auxiliam na construção do estado do Paraná, com a realização de mais um Projeto Mulheres Paranaenses.

Nesta data, em que serão contempladas trabalhadoras de destaque em variadas atividades: artistas, empresárias, professoras, políticas, ativistas, todas profissionais de sucesso e relevantes  para o Paraná e o Brasil, a meta é pontuar a importância de todas as mulheres através destas representantes, e mostrar suas práticas laborais, de cultura, lazer e solidariedade. Cada Escola faz uma indicação de homenageada externa à instituição dentro de sua área de conhecimento, pessoas de relevância em nossa comunidade, como forma de posicionar o UniBrasil quanto à questão de gênero e demonstrar atenção ao trabalho feminino em nossa sociedade.

Uma outra mulher também da comunidade externa, significativa entre aquelas que auxiliam o bom desempenho administrativo da instituição é designada como Amiga do UniBrasil, justo reconhecimento àquelas que permitem que melhor realizemos nossas metas de gestão, trazendo conforto e efetividade às funções de nossos auxiliares técnico-administrativos.

Além das homenageadas externas, são destacadas também algumas mulheres da comunidade interna, entre professoras, funcionárias e alunas, que tenham sobressaído no dia-a-dia pela solidariedade, eficiência e empatia; pessoas cheias de energia que transmitem alegria de viver e tornam o clima organizacional mais leve e divertido.

Nesta mesma data, será efetuada a entrega das premiações do Concurso de Contos Dirce Doroti Merlin Clève, voltado exclusivamente às jovens autoras, no intento de estimular a produção literária feminina.

O projeto procura garantir o conhecimento acadêmico sobre as desigualdades ainda existentes na sociedade brasileira; e uma delas refere-se às relações de gênero, menos relacionada à questão econômica e mais ao ponto de vista cultural e social, dando relevância à participação da mulher dentro de espaços não familiares, como escolas, movimentos sociais, meios empresariais e outros.

Embora seja cada vez mais frequente a inserção da mulher no campo do trabalho, devido à combinação de fatores econômicos, culturais, sociais e o contínuo processo de urbanização.

A atual estimativa é de que mulheres representem hoje cerca de 51% de da população brasileira, com taxa de escolaridade levemente maior que a da parcela masculina, embora ambas ainda, lamentavelmente sejam baixas.

Contudo, ainda não foram superadas as recorrentes dificuldades encontradas pelas trabalhadoras no acesso a cargos de chefia e de equiparação salarial com homens que ocupam os mesmos cargos/funções.

O total das mulheres no trabalho precário e informal é também superior ao dos homens, mostrando que a preferência ainda é pela contratação de homens, sendo necessária uma revisão das funções sociais da mulher, em função do entendimento convencional do que seja o trabalho e as formas de sua mensuração, especialmente o realizado no âmbito familiar, não é contabilizado por nosso sistema estatístico e não possui valorização social, embora contribuam significativamente com a renda familiar.

Texto: Wanda Camargo

Postado em NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE e tagged , , , .

UniBrasil Centro Universitário

Ver post porUniBrasil Centro Universitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *