Projeto Mulheres Paranaenses reúne nomes de destaque do estado

Evento anual homenageou a atuação das mulheres do cenário estadual

O Projeto Mulheres Paranaenses, realizado anualmente pelo UniBrasil Centro Universitário, está entre os principais eventos que compõem a agenda do estado em homenagem ao mês da mulher, comemorado em março. Alusivo ao Dia Internacional da Mulher, tem como objetivo homenagear personalidades femininas de destaque e que contribuem decisivamente para o desenvolvimento científico, cultural, artístico e empresarial do Paraná. O Projeto teve o apoio do Grupo Boticário, da Associação das Amigas da Mama, B’nai Br’rith e o Soroptimista Internacional Curitiba Glória.

Na nona edição, estiveram presentes a nova reitora do UniBrasil, professora Lilian Pereira Ferrari; a idealizadora do evento e assessora da Instituição, professora Wanda Camargo, professores e coordenadores; as mulheres Soroptimistas de Curitiba; alunos e autoridades, entre elas, a vereadora Maria Letícia do Partido Verde (PV).

Este slideshow necessita de JavaScript.

A assessoria de projetos estratégicos SESI, Renata Thereza Fagundes Cunha, foi a responsável pelo discurso de abertura do evento. Em sua fala citou que a igualdade entre os gêneros é fundamental para o alcance de um modelo de desenvolvimento mais sustentável. “Não é possível prosperarmos enquanto não valorizarmos o trabalho da maioria da população”, destacou. Renata também apresentou sobre uma plataforma de empoderamento das mulheres. A plataforma consiste em um importante banco de dados para a realização de trabalhos acadêmicos na área de gênero.

Homenageadas externas

Neste ano a grande homenageada com o troféu Mulher Paranaense 2018 foi Mirna Galafassi. Vereadora por três legislações no munícipio de Pitanga (interior do Estado), já ocupou o cargo presidente da Câmara Municipal e de vice-prefeita da cidade. “Eu fiz questão de vir receber essa homenagem em nome da mulher do interior, da mulher Pintanguense, nós temos grandes mulheres no interior do Paraná e que por vezes não são lembradas”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Lilian Pereira Lima, pela Comunidade Acadêmica foi a homenageada da comunidade acadêmica. Lilian é professora de língua inglesa com reconhecida atuação nacional e internacional na língua e cultura inglesa e norte-americana. “Eu acho que as mulheres são muito pouco reconhecidas, não tem espaço, por mais que elas façam, elas nunca se igualam aos homens. Sempre tem o problema do sexo frágil, porque tem a questão da maternidade, por isso que eu acho importante esse tipo de iniciativa”, destacou Lilian.

A Escola de Negócios escolheu a psicóloga e coaching, Cleila Lyra para ser homenageada. Cleila também atua como docente em pós-graduações e é autora de diversos artigos em veículos na região Sul. “Nesse ramo de Negócios, percebe-se que existe algumas mulheres, mas ainda é um ambiente muito mais masculino. Por isso nesse sentido, eu acho muito importante essas homenagens. Quando você olha as estatísticas de gênero nos cargos nos topos das Instituições, não é visto quase mulheres”, explicou Cleila.

Gabriela Reyes foi a escolhida da Escola de Saúde, psicóloga, é professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), atuando na área de intervenções educativas de prevenção da violência, crianças agressivas no ambiente escolar e mulheres encarceradas. “Eu fico muito feliz de ver que as mulheres se destacam em diversas áreas e ver o quanto a mulher cresceu. A mulher não é mais apenas a companheira ou aquela que fica em casa, a mulher hoje é a que está na frente. Parabenizo o UniBrasil por essa tradição em prestigiar as mulheres”.

A Escola de Comunicação homenageou a designer e professora dos cursos de graduação e pós-graduação da UFPR. “Eventos como esse são importantes porque no Brasil, ainda hoje, existe uma diferenciação no mercado de trabalho em relação a mulher, existe também agressão. O “Mulheres” traz esse papel de elevar a mulher em uma posição de respeito e de consideração”, afirmou.

A Escola de Educação e Humanidades prestou homenagem à Desembargadora que integra a 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, Maria Aparecida Blanco de Lima. Especialista em Direito Público, representa o Tribunal de Justiça do Paraná no Programa SOS Racismo da SEJTDH do Estado do Paraná. “Eu me senti realmente muito gratificada dessa importância que o UniBrasil está fazendo de destaque e eu fico imensamente agradecida pelo reconhecimento do trabalho, e até mesmo do próprio poder judiciário local”, destacou.

Já a Escola de Direito escolheu para ser homenageada a advogada e professora titular da UFPR, Aldacy Rachid Coutinho. Procuradora do Estado do Paraná aposentada, também Integra a Rede de Grupos de Pesquisa de Direito do Trabalho e da Seguridade Social. “Eu não tomo a homenagem apenas como reconhecimento pessoal, mas particularmente como um reconhecimento público em relação a uma própria condição da mulher, ou seja, como uma oportunidade de que todas as mulheres que se encontram em uma mesma situação como eu, possam se sentir aqui representadas e gratificadas com esse momento”, explicou.

A engenheira Civil, Vivian Curial Baêta de Faria foi a indicada pela Escola de Engenharias.  Vivian funcionária de carreira do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Paraná, onde ocupou diversos cargos como gestora e gerente, e atualmente é assessora da presidência. Vivian falou sobre “Eu acho de fundamental importância eventos com essa iniciativa, principalmente nas áreas de Engenharia, que é um reduto masculino. A mulher, ao longo dos últimos anos, vem ocupando cada vez mais espaço nessa área e vem mostrando sua competência e capacidade”.

O nome escolhido para ser homenageado com o título “Amiga UniBrasil” foi a superintendente da Educação do Estado do Paraná,  Ines Carnieletto. Sobre o evento, Ines lembrou, “eu me sinto muito orgulhosa sendo homenageada hoje, como mulher representando a educação pública”.

Homenageadas Internas

O Projeto também homenageia todos os anos mulheres que fazem parte da comunidade interna da Instituição. Os nomes são escolhidos por suas qualidades, entre elas, dedicação, simpatia, solidariedade e alegria. Em 2018 o tema é: “Dedicação e respeito aos animais”, devido ao curso de Medicina Veterinária, novo curso lançado neste semestre.

A professora Adriana Laufer foi a indicada pela Escola de Comunicação, Arquitetura e Design).  “Estou me sentindo muito feliz, pela escolha dessa causa, os cuidados com os animais. Eu sempre fui envolvida nessa causa. Tanto os animais que circulam aqui no UniBrasil e acabam se machucando ou perdidos. Nós temos um grupo de professores que acabam tentando ajudar de alguma forma”, contou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ana Paula Souza, indicada pelo Centro Acadêmico, a estudante de Publicidade e Propaganda, foi a homenageada.

A professora dos cursos de saúde, Cintia Mazur foi escolhida pela Escola de Saúde. Cintia atua como voluntária em duas ONG em prol da causa animal. “Eu acho bem interessante o UniBrasil valorizar as pessoas da Instituição, isso mostra que os funcionários também exercem outras funções”, explicou.

Já a indicada pelos colaboradores do UniBrasil, foi a funcionário Elenice Crisóstomo que trabalha na portaria da Instituição e é apaixonada por animais. “Para mim foi uma honra, ser conhecida pelo fato de proteger os animais, desde criança essa foi a minha luta, pelos animais abandonados. Para mim, o mundo perfeito seria sem o abandono dos animais”, afirmou.

Entre as internas, a Escola de Comunicação indicou a professora de língua portuguesa, Gisele Soares. “Esse evento é superimportante, não só para a comunidade interna, mas também para a visibilidade da Instituição, já que traz pessoas importantes da comunidade externa, pessoas que fazem a história do Paraná”, acrescentou.

A professora dos cursos de Comunicação, Maria Paula Mader, foi a indicada pela Pró- Reitoria de Graduação (PROGRAD). “Eu acho que esse evento passou a fazer parte do calendário, não só do UniBrasil, mas da cidade como um evento bem importante, porque destaca as mulheres e o papel da mulher na sociedade”, explicou.

Concurso de Contos

Após as homenagens, a escritora Dirce Doroti Merlin Clève, entregou as premiações e menções honrosas às vencedoras do Concurso de Contos Dirce Doroti Merlin Clève. Confira os três primeiros lugares:

1° lugar: “O Último Número”, da escritora Amanda Moreira de Almeida. (Por ser morado de Belo Horizonte, a ganhadora não esteve presente na cerimônia);

2° lugar: “Marés Afetivas”, de Joyce Finato Pires;

3° lugar: “Schopenhauer no Banheiro”, de Natasha Fernanda dos S. Silva Zanetti.

Dirce Clève

 Para a escritora, o concurso é uma maneira de dar voz e destaque para as mulheres jovens. “Eu acho importantíssimo, notei que foram selecionadas muitas profissionais jovens. Eu valorizo e ajudo muito a juventude, é uma satisfação, principalmente nesse momento tão difícil que as mulheres são assediadas”, finalizou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Palestrante

Após as homenagens, o evento contou com a palestra da médica veterinária e vice-coordenadora do curso de Medicina Veterinária da UFPR, a professora doutora Carla Forte Maiolino Molento. Durante sua fala, Carla falou sobre “A presença da mulher na proteção animal”. “A violência contra mulheres geralmente se inicia na violência contra os animais, e, portanto, proteger o animal é também proteger as mulheres”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Posted in GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS and tagged , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *