Tem certeza que vai fazer faculdade? 

Essa pergunta deve estar sendo feita o tempo todo pelo seu eu interior e também por amigos e família. Com tanta gente dando palpite e você sem a certeza do que é melhor pra você a pergunta continua martelando. Que tal pensarmos com calma e analisar o cenário? Mercado de trabalho 

O mercado de trabalho hoje está muito volátil. As constantes variações na economia, as idas e vindas da política, a possível reforma da previdência e um certo desgaste das relações humanas, tem tornado o mercado de trabalho algo bem complexo. O que isso quer dizer exatamente? Isso quer dizer que empresas sólidas, bem colocadas no mercado, dificilmente irão arriscar e colocar em seus postos de trabalho, pessoas que não tenham uma qualificação comprovada. 

Se você busca por cargos mais altos, seguros, bem remunerados, o diploma, ou a comprovação que está cursando uma ótima graduação pode realmente te favorecer no mercado. 

 

Mas preciso ter graduação? 

Depende. O que você quer ser quando crescer? Essa pergunta vem lá da sua infância, dos professores, da família, dos amigos dos pais e na maioria das vezes de você mesmo. Muitas profissões que ainda são e continuarão sendo fundamentais pra sociedade sequer admitem o seu exercício se você não tiver um curso de graduação. Só pra citar alguns exemplos, a áreas da saúde, engenharias, jurídicas entre muitas outras.  

Sendo assim, se você quiser ser um dentista, biomédico, fisioterapeuta, psicólogo, enfermeiro, nutricionista, engenheiro, arquiteto, advogado e uma infinidade de outras profissões, você terá, sim, que fazer uma faculdade.  

Isso sem contar que se você pensar na hipótese de ser funcionário público, cargos mais elevados você jamais conseguirá sem ter um diploma de curso superior. Sendo assim, as grandes promessas equivocadas que existem por aí, de que você não depende de diploma pra ser bem-sucedido até têm algum fundamento, mas perceba que as suas opções reduzem drasticamente. 

 

Por que tem pessoas com graduação que não trabalham na área ou estão desempregadas? 

Bom, são vários os motivos. Como citado acima, a economia tem altos e baixos e empresas fecham e abrem todos os dias. As leis trabalhistas pesadíssimas, e a grande oferta de profissionais no mercado colaboram para esse cenário.  

Mas pensemos, se tem muitas pessoas desempregadas ou trabalhando fora de sua área de formação, por quê outras estão bem empregadas, felizes e realizadas trabalhando com o que sempre sonharam? É óbvio que não são todos, mas a grande maioria planejou a carreira, fez uma graduação em sua área e foi se especializando. Como realmente não tem lugar pra todo mundo, o mercado vai absorvendo os melhores. 

Se você não tiver uma graduação, as suas chances de uma carreira profissional bem-sucedida vão diminuindo, as opções diminuem e a remuneração também. Estatísticas mostram que uma pessoa com graduação, especialização, mestrado ou doutorado pode chegar a ganhar 150% a mais das que possuem apenas o ensino médio. Por isso, quem opta por fazer uma graduação não encara isso como uma despesa, mas, sim, como um investimento. 

Precisa de mais motivo para fazer uma faculdade? Então segue abaixo alguns:  

 

Networks profissionais e amizades para uma vida toda 

Você já pensou que em uma faculdade presencial você terá contato com, no mínimo, 30 pessoas novas, entre professores e colegas de turma? Isso pra falar somente daqueles que você verá toda semana dentro de sua classe, sem contar acadêmicos de outros períodos, de outros cursos que você irá conviver e conhecer durante os anos da graduação.  

As chances de conseguir bons negócios, conhecer um sócio, receber uma proposta de emprego e até conhecer o amor da sua vida, por que não? Tudo isso pode acontecer dentro da faculdade. 

Sabemos que grandes empresas e sociedades, assim como grandes amizades e casamentos surgiram nos bancos das Universidades. O contato com pessoas de idades parecidas, objetivos parecidos, aliado à diversidade que os bancos universitários permitem, proporcionam um crescimento pessoal, social e profissional incrível, algo que você gastaria um valor altíssimo por não ter ou para conseguir fora do ensino superior. 

A graduação é mais do que uma formação acadêmica, ela torna-se uma formação pessoal, trazendo uma grande e poderosa bagagem de convivência com profissionais e futuros profissionais de áreas distintas. 

Uma graduação pode mostrar quem você realmente é. 

Com o mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo, seu currículo vai ajudar na hora do filtro dos departamentos de recursos humanos.  

Se você conseguiu se formar em uma boa e conceituada Faculdade ou Universidade, isso demonstra para os recrutadores que você foi disciplinado, que você teve que pesquisar bastante, que teve persistência e experiências práticas. 

O fato de ter convido tanto tempo com outros colegas, mostra que você também é apto para trabalhar com pessoas, você adquiriu uma experiência ímpar ao realizar trabalhos em grupo, gerenciar conflitos com colegas do mesmo nível, e até com professores. Isso será argumento para você comprovar que está preparado para enfrentar os desafios da vida real. 

Mas por que devo fazer isso agora? 

São vários os motivos para você não adiar a decisão de realizar um curso superior. A primeira delas, e talvez a mais importante, é que nunca sabemos o dia de amanhã. Se você está saudável hoje, está na flor da idade e com toda energia disponível, é a melhor hora pra enfrentar esse desafio, concorda?  

A cada dia que passa mais pessoas vão se formando, mais cargos vão sendo preenchidos, novas habilidades vão sendo exigidas e quanto antes você começar, antes você estará preparado e maduro para conquistar seu lugar no mercado de trabalho. 

E se eu preferir empreender? Não quero ser empregado. 

Ótimo, parabéns por essa decisão. Seria fantástico! Mas devo te dizer que as empresas que são bemsucedidas hoje, ao menos em sua maioria, ou foram criadas em conjuntos por acadêmicos, ainda nos bancos universitários, ou em algum momento precisaram de um alto escalão de graduados bem remunerados para escalar suas operações e transformá-las em gigantes do mercado. 

Outra coisa que você precisa considerar é que o cenário ideal para empreendedores é ter uma boa formação teórica para embasar o seu negócio, uma formação na área administrativa ou específica na área que você vai atuar aumentam drasticamente as chances de seu negócio dar certo. Mas se caso, mesmo assim, você não esteja convencido, você pode pagar caro para que alguém toque seu negócio pra você, isso pode ser uma opção. 

Estou convencido, mas qual o próximo passo? 

Pesquise. Primeiro entenda qual o tipo de mercado você se daria melhor. Quais as suas aptidões? O que te daria muito prazer em fazer? Quais as profissões são melhor remuneradas? Que opções eu tenho na área escolhida. Leve em consideração a relevância da instituição que vai cursar na sua região, o custo benefício que ela te oferece, localização, facilidade de acesso, qualidade dos professores. 

Fazer por fazer um curso superior não resolve. É fundamental escolher a instituição certa, que tenha tradição, referências e que tenham profissionais bem posicionados que se formaram nessa instituição. Leve tudo isso em consideração. Escolha seu curso e mãos-a-obra.  

Lembre-se: suas decisões hoje determinam seu futuro! Pense bem…  

Postado em BLOG, BLOG HOME DESTAQUE, BLOG PÁGINA DESTAQUE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *