UniBrasil resgata a esperança de refugiados na capital Paranaense

O objetivo é dar qualidade de vida, bem-estar e apoio na vivência profissional 

Em tempos de crises humanitárias, guerras, fome e miséria, o sociólogo polonês Zigmunt Bauman certa vez disse: “é preciso criar pontes, em vez de muros”. Esta era a percepção do pensador quando se tratava de unir os povos, por meio da solidariedade e da humanização. Duas qualidades que definem o perfil do UniBrasil Centro Universitário, voltado para atender às demandas da comunidade local. 

Ao estender a mão ao próximo, os acadêmicos de Odontologia resgatam a esperança de refugiados na capital paranaense, a partir do projeto em parceria com a Cáritas Brasileira, instituição que atua há mais de dez anos na área de migração e de refúgio. A professora do curso, Fernanda de Caxias, idealizadora do projeto, deseja fazer a diferença na vida de quem mais precisa, principalmente, das pessoas em situação de vulnerabilidade social. 

“Nós, de Odontologia, temos muito a fazer pelo próximo, então pensando em um projeto integrador, surgiu essa ideia de atender refugiados. A Cáritas entrou como parceira e os alunos abraçaram o projeto desde o primeiro dia”, explica feliz a docente. 

O serviço gratuito visa promover saúde bucal, bem-estar e abrir portas aos refugiados, com o intuito de inseri-los no mercado de trabalho. É o caso de Ramon Celestino Barrios, que há um ano e meio está no Brasil. “Fui muito bem recebido pelos brasileiros quando cheguei aqui. É um povo acolhedor!  Já estou reconstruindo minha vida e busco meu espaço como motorista profissional na cidade”, conta Barrios.  

De um lado, os imigrantes são impactados pelos serviços ofertados pela clínica odontológica do Centro Universitário; por outro, os acadêmicos são transformados por cada paciente que passa pela cadeira de atendimento. Este é o sentimento da estudante Débora Macuco, que relata o quanto se sente realizada pessoal e profissionalmente com a experiência: “O projeto é incrível e nos coloca em contato com pessoas que são muito gratas pelo nosso serviço, é um aprendizado que vai além da sala de aula, é muito transformador”, diz Macuco. 

Projetos integradores são implementados na matriz curricular dos cursos do UniBrasil

Há 3 anos, os projetos integradores passaram a integrar as matrizes curriculares dos cursos, do UniBrasil. Dentre as principais diretrizes que norteiam o projeto pedagógico, estão:

  • Interdisciplinaridade;
  • Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS);
  • Relação dialógica da comunidade com a Instituição de Ensino Superior (IES);
  • Ensino por competência;
  • Metodologias Ativas. 

Na proposição dos temas dos Projetos Integradores, observa-se seu alinhamento com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Os temas abrangem a educação, o desenvolvimento econômico, a erradicação da pobreza, da miséria e da fome, a inclusão social, a sustentabilidade ambiental e a boa governança em todos os níveis, incluindo paz e segurança.

Os Projetos Integradores estão presentes na matriz articulando de forma a integrar os conteúdos dos componentes curriculares de cada semestre. A integração entre os docentes das diferentes disciplinas do mesmo período fortalece o processo ensino-aprendizagem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado em ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE, ESCOLA DE SAÚDE, GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS EM DESTAQUE, ODONTOLOGIA.

UniBrasil Centro Universitário

Ver post porUniBrasil Centro Universitário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *