Biomedicina e Engenharia Mecânica realizam projeto de biodiesel

IMG-20160819-WA0016As alunas do curso de Biomedicina Jenyffer Carvalho e Gabriella Clara e os alunos do curso de Engenharia Mecânica, Marlon Koginski, Ravel Glovatiski  e João Cardoso estão fazendo a produção de biodiesel nos laboratórios do UniBrasil Centro Universitário, em a parceria com o pesquisador químico e mestre em engenharia química pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Alexis Miguel Escorsim.

Os alunos da equipe Biodiesel UniBrasil participam do programa de Iniciação Científica da Instituição e são orientados pelo coordenador do curso de Engenharia Mecânica, Fábio Schneider e pela professora dos cursos de Biomedicina e Engenharia Mecânica, professora Cintia Helena de Freitas. O projeto também faz parte da linha de pesquisa em biocombustíveis do  Grupo de Pesquisa em Engenharia Mecânica (GPEM) do UniBrasil e de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Biomedicina.

A ideia da parceria com o químico Alexis surgiu da necessidade de qualificar melhor o biodiesel produzido no UniBrasil. A professora Cintia, afirma que a troca de experiências entre profissionais e a boa administração dos
IMG-20160819-WA0019conhecimentos e técnicas, certamente acarretará em aprendizado para o Grupo, aumentando a qualidade do biodiesel produzido aqui. “Os alunos estão muito animados com a parceria. Inicialmente eles realizaram testes de catálise ácida e básica para análise de rendimento na produção de biodiesel derivado de óleo vegetal e posteriormente, a análise qualitativa e caracterização das propriedades físico químicas do óleo serão realizadas com a orientação e colaboração do Alexis”, conta a professora.

Para o pesquisador Alexis, a aproximação entre a Instituição é um caminho para a construção da educação profissional, onde o conceito de capacitação é fundamental. “Além do processo de integração, a expectativa do trabalho conjunto é de semear o conhecimento e proporcionar a discussão do tema entre os participantes, provocando a necessidade de aprofundamento da pesquisa e, consequentemente, a construção de um conhecimento sólido por parte do aluno”, explica Alexis.

IMG-20160819-WA0018O professor Fábio Schneider, explica que a parceria surge naturalmente quando se está engajado em um projeto sólido, bem planejado e com resultados promissores. “O desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa planejados nesta linha já nos renderam muitos resultados significativos, mas o aprofundamento em questões específicas, como o aumento de rendimento nas reações e a qualidade do produto obtido nos fez buscar parcerias com outros pesquisadores, enriquecendo e contribuindo para o desenvolvimento dos biocombustíveis, o biodiesel já é uma realidade no mercado brasileiro e o projeto contribui para o desenvolvimento deste setor”, finaliza o professor.

Posted in BIOMEDICINA, ENGENHARIA MECÂNICA, ESCOLA DE ENGENHARIAS, ESCOLA DE SAÚDE, GRADUAÇÃO, NOTÍCIAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *